Coronavírus » Pandemia

Coronavírus: Enfermeiros reagem à manifestação contra o isolamento social nos EUA

Dois americanos, vestidos de enfermeiros, decidiram enfrentar os manifestantes que pediam pelo relaxamento da quarentena

Paola Churchill Publicado em 21/04/2020, às 08h00

Manifestante furioso com o enfermeiro que impedia o protesto em Denver, Colorado
Manifestante furioso com o enfermeiro que impedia o protesto em Denver, Colorado - Divulgação/Alyson McClaran

Em Denver, no Colorado, na tarde do último domingo, 19, centenas de pessoas fizeram uma carreata para pressionar o governo americano a relaxar as medidas do isolamento social que foi decretado devido à pandemia do novo coronavírus.

Em contrapartida, dois americanos, um homem e uma mulher, vestidos de enfermeiros decidiram enfrentar os carros, parando na frente do veículo tempo suficiente para causar a ira dos manifestantes.

Segundo informações do canal NBC, uma das passageiras que estava fora do controle chegou a comparar os profissionais da saúde a comunistas dizendo para eles voltarem à China, afirmando que os Estados Unidos era uma “terra dos livres”.

Os enfermeiros deixaram os manifestantes muito irritados/Crédito: Divulgação/Alyson McClaran

 

Os dois enfermeiros foram os únicos a serem vistos reagindo aos protestos contra o isolamento social. A mulher que se identificou como Alexis, afirmou que aquele tipo de manifestação era como um “tapa na cara dos profissionais da saúde”.

Nos Estados Unidos, o número de infectados chega a 789.439 pessoas, enquanto 42.186 pessoas já morreram por conta da Covid-19. Mundialmente, o número de casos confirmados da doença chega a 2.458.150 e o número de mortes já chegou a 168.906.