Coronavírus » Pandemia

Coronavírus: Estudo aponta que curva de mortes no Brasil é mais rápida que a da Espanha

A pesquisa do Observatório Covid-19 revelou uma comparação para alertar sobre os perigos e o desenvolvimento da doença no país

Caio Tortamano Publicado em 23/04/2020, às 18h18

Imagem ilustrativa de um teste positivo para coronavírus
Imagem ilustrativa de um teste positivo para coronavírus - Pixabay

O Observatório Covid-19 é um estudo realizado por sete universidades (nacionais e internacionais) que tem como objetivo constatar a velocidade de disseminação do novo coronavírus no Brasil, e compará-lo com outros países a partir de dados do Ministério da Saúde.

A partir das informações recolhidas foi constatado que o número de mortes do Brasil cresce num ritmo muito mais acelerado do que foi observado na Espanha — país que tem o segundo maior número de casos registrados e 22 mil mortes em decorrência do vírus.

Os dados levam em consideração o tempo necessário para o país duplicar o número de mortes em decorrência do novo vírus, ou seja, quanto maior o intervalo, melhor a situação da saúde de um local. O Brasil, atualmente, dobra o número de mortes a cada 9 dias e 14 horas, enquanto a Espanha demora 12 dias e 7 horas para fazer o mesmo.

O dado espanhol engloba as mortes de 8 de abril. Essa seleção é feita porque na Europa a doença começou a apresentar mortes bem antes do que na América do Sul, e por isso condizem com datas diferentes, porém na mesma fase de desenvolvimento da Covid-19.

Atualmente, o Brasil conta com 46 mil casos do corona, e quase 3 mil mortes. Ao redor do mundo, já são 2 milhões e 600 mil casos foram registrados, com 187 mil mortes. Os Estados Unidos conta com o maior número de casos: são 867 mil confirmados e quase 50 mil óbitos.