Coronavírus » Pandemia

Coronavírus: Na França, pesquisadores treinam cachorros para farejar a doença

A pesquisa está sendo realizada pela Escola Nacional de Veterinária de Alfort, e se der certo, oito cachorros franceses se tornarão agentes no combate a Covid-19

Paola Churchill Publicado em 02/05/2020, às 14h00

Cão farejador e seu treinador
Cão farejador e seu treinador - Pixabay

Uma pesquisa que está sendo realizada pela Escola Nacional Veterinária de Alfort, em Paris, está treinando cachorros a reconhecer odores muito específicos que possam ser emitidos por pacientes infectados pelo novo coronavírus.

Se o projeto der certo, oito cães franceses se tornarão agentes no combate a Covid-19. Veterinários e bombeiros, na Córsega, já começaram a treinar os animais para detectar o eventual odor que o vírus exala.

Experimentos desse tipo com outras doenças, como por exemplo, câncer, malária e Mal de Parkinson ocorreram e já provaram ser um sucesso. Os especialistas estão esperançosos que esse método possa funcionar também com o novo vírus que preocupa a população mundial.

Os hospitais locais coletarão amostras de 50 pacientes contaminados que serão colocadas em frascos estéreis, que ficarão alguns dias ao lado dos brinquedos favoritos dos cachorros. Os bichos respirarão esse cheiro e cada vez que foram procurar pelos objetos, irão associar ao odor.

Outros países estão desenvolvendo projetos parecidos, como Alemanha, Noruega, Canadá, Emirados Árabes e Reino Unido.

Pelo mundo, o novo coronavírus já infectou mais de 3 milhões de pessoas e causou a morte de mais de 239 mil cidadãos.