Coronavírus » Pandemia

Nos EUA, pastor afirma que coronavírus "vem do diabo" e se recusa a fechar igreja

Mesmo com o aumento de casos no país, o homem disse que o pior já passou e que a fé em Deus pode determinar o fim do vírus

Nicoli Raveli Publicado em 30/04/2020, às 08h00

Pastor Rich Vera e fiéis em uma igreja na Flórida
Pastor Rich Vera e fiéis em uma igreja na Flórida - Divulgação

Nos Estados Unidos, um pastor se recusa a cumprir as medidas preventivas contra a disseminação do novo coronavírus. Além de afirmar que não irá fechar a igreja para os fiéis, Rich Vera também induz, por meio de uma pequena manifestação, as pessoas a abandonem a quarentena.

Ademais, o homem alegou que a fé em Deus pode colocar um fim ao vírus. “Vem do diabo”. O devoto é um dos poucos cristãos americanos da Flórida que são a favor de aglomerações entre grupos maiores de 10 pessoas. Para alguns pastores, o ato vai contra a liberdade religiosa.

“Não podemos limitar o número a dez pessoas. Porque a Bíblia diz que se eu der as costas e alguém morrer em pecado, o sangue dessa pessoa estará em minhas mãos. Então sou responsável perante Deus”, afirmou Vera.

Apesar do grande número de mortes no país, o pastor acredita que o pior já passou. Todavia, até o momento, o país conta com 1.052.069 casos e 60.726 mortes. Na Flórida, já são 33.193 pessoas diagnosticadas com o vírus e 1.218 mortes.