Coronavírus » Vacina

Rio de Janeiro fica sem vacina contra Covid-19 e tem cronograma adiado

Em seu Twitter, o prefeito do município, Eduardo Paes, afirmou que os medicamentos não foram entregues na data esperada

Pamela Malva Publicado em 15/02/2021, às 11h30 - Atualizado às 11h57

Imagem meramente ilustrativa de vacinas
Imagem meramente ilustrativa de vacinas - Divulgação/Pixabay

Na manhã desta segunda-feira, 15, o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, afirmou que a vacinação contra o Coronavírus terá de ser interrompida no município. Isso porque, segundo o político, a cidade não recebeu as novas doses do imunizante que deveriam ter sido entregues no último final de semana.

Em seu Twitter, Paes buscou tranquilizar os idosos que aguardam a vacina, afirmando que uma nova “leva deve chegar do Butantan na próxima semana”. O problema é que, sem as doses necessárias, o cronograma de vacinação será alterado, segundo o UOL.

Ainda assim, de acordo com a notificação do prefeito, as segundas doses da vacina estão garantidas para os idosos que já passaram pela primeira imunização. “Amanhã ou quarta, estaremos começando a aplicar as segundas doses", afirmou Paes.

Imagem meramente ilustrativa de enfermeira com vacina / Crédito: Divulgação/Pixabay

 

Quando questionado pelo UOL, o Butantan, via assessoria, afirmou que não havia expectativa para novas doses da vacina para o último final de semana. Ainda mais, o instituto reforçou que não envia os frascos do medicamento diretamente aos estados, mas sim para o Ministério da Saúde, que é responsável pela distribuição das doses.

Por fim, o laboratório que produz a tão esperada CoronaVac afirmou que todas as vacinas programadas para janeiro já foram entregues. Agora, o Instituto Butantan busca finalizar a leva de imunizantes agendadas para serem enviadas em fevereiro.