Coronavírus » Reino Unido

Variante britânica da Covid-19 pode ser a mais perigosa, sugere estudo

Apesar dos esforços mundiais de contenção da doença, a mutação do Reino Unido já se espalhou para dezenas de outros países

Ingredi Brunato, sob supervisão de Pamela Malva Publicado em 15/02/2021, às 16h00

Imagem meramente ilustrativa de vírus
Imagem meramente ilustrativa de vírus - Divulgação/Pixabay

De acordo com um estudo publicado no site do governo do Reino Unido na última quinta-feira, 11, a variante britânica do Coronavírus pode ser mais perigosa que as outras, sendo não apenas mais contagiosa, como também mais mortal. 

Segundo a Associated Press, as autoridades de saúde inglesas temem que as vacinas Oxford/AstraZeneca e a Pfizer/BioNTech, que estão sendo ministradas à população do país atualmente, não sejam tão eficientes contra as novas cepas do Coronavírus. 

Em resposta a essa preocupação, a partir desta segunda-feira, 15, todas as pessoas que viajarem à Inglaterra precisarão ficar de quarentena em um hotel logo após sua chegada. O objetivo, segundo o UOL, seria impedir que outras variantes passem a circular no país. 

A mutação do Coronavírus surgida no Reino Unido já foi identificada em outras 70 nações, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS). O grupo passou a incluir o Brasil recentemente, com os dois primeiros casos em Goiás, de acordo com o R7.