Coronavírus » Pandemia

Wilson Roosevelt Jerman, o notório mordomo da Casa Branca, morre em decorrência da Covid-19

Jerman começou a trabalhar ao lado dos presidentes em 1957, e ficou ao lado de 11 deles até se aposentar, em 2012

Paola Churchill Publicado em 21/05/2020, às 10h38

Wilson Roosevelt Jerman trabalhou ao lado de 11 presidentes americanos
Wilson Roosevelt Jerman trabalhou ao lado de 11 presidentes americanos - Divulgação/Twitter

Wilson Roosevelt Jerman, 91 anos, ex-mordomo da Casa Branca em Washington, nos Estados Unidos, morreu no último final de semana devido a complicações do novo coronavírus. O homem se aposentou em 2012, após passar 55 anos de sua vida trabalhando ao lado de 11 presidentes americanos.

Wilson fez parte da história política americana. Isso porque começou a trabalhar no local em 1957, como faxineiro no mandato de Dwight D. Eisenhower. Ele foi subindo cada vez mais de cargo, até que durante o governo de John F. Kennedy, Jerman foi nomeado como mordomo.

O último presidente com o qual Wilson trabalhou antes de sua aposentadoria foi Barack Obama. O funcionário era tão querido que até mesmo apareceu em uma foto ao lado do político na biografia Minha História (Becoming) da ex-primeira dama, Michelle Obama.

Os Estados Unidos é o país com mais casos confirmados da COVID-19 chegando a marca de mais de um milhão de estadunidenses e 93.439 vítimas fatais. No mundo todo, mais de cinco milhões de pessoas foram infectadas com a doença e 328.462 cidadãos não resistiram e morreram.