Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Daniella Perez

Guilherme de Pádua agrediu Daniella Perez até o desmaio

Em dezembro de 1992, Guilherme de Pádua e sua Paula Nogueira Thomaz agrediram, sequestraram e assassinaram a atriz Daniella Perez; caso é contado em ‘Pacto Brutal’

Redação Publicado em 28/07/2022, às 18h50

Guilherme de Pádua durante entrevista - Divulgação / Youtube / Record TV
Guilherme de Pádua durante entrevista - Divulgação / Youtube / Record TV

Nesta quinta-feira, 28, a HBO Max disponibilizou os últimos três episódios da série "Pacto Brutal: O Assassinato de Daniella Perez", que conta como o ator Guilherme de Pádua e sua esposa, Paula Nogueira Thomaz, assassinaram a jovem atriz e filha da novelista Glória Pérez

No dia 28 de dezembro de 1998, o companheiro de Daniella na novela “De Corpo e Alma” sequestrou-a com a ajuda de Paula e, posteriormente, matou a atriz com diversas punhaladas antes de abandoná-la em um matagal na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio de Janeiro.

No terceiro episódio, que foi disponibilizado hoje, Glória Perez conta como se deu as buscas pela filha. Glória explica que recebeu pistas que apontavam para um posto de gasolina ao lado do estúdio onde aconteciam as gravações da trama. 

Lá, De Pádua emboscou a colega de “De Corpo e Alma” e a agrediu até que ela desmaiasse, só assim ele conseguiu sequestrá-la antes do brutal crime.

Os novos episódios também apontam que os amigos de Daniella já haviam dito que, por vontade própria da atriz, ela jamais entraria num carro guiado por Guilherme, principalmente nos dias que antecederam o assassinato, justamente quando os assédios do ator à Perez passaram a ser mais recorrentes. Na época, Daniella era casada com o ator Raul Gazolla.

Após acharem o corpo de Daniella Perez, constatou-se que a atriz foi ferida com 18 apunhaladas. Guilherme de Pádua e Paula Nogueira Thomaz foram condenados, respectivamente, a 16 e 19 anos de prisão. Entretanto, em 1997, a pena de ambos foi reduzida para 6 anos.


Pacto Brutal

Dirigido por Tatiana Issa e Guto Barra, ‘Pacto Brutal: O Assassinato de Daniella Perez’ promete “novos fatos revelados em depoimentos inéditos” sobre a morte da atriz Daniella Perez. A produção também conta com entrevista emocionante de Glória Perez, mãe da atriz e roteirista de novelas, e de diversas outras pessoas envolvidas com ela, como Raul Gazolla, noivo de Daniella

Eu sempre quis contar essa história da forma como ela aconteceu”, diz Glória no trailer. 

“Em 1992, eu estava fazendo minha primeira novela solo, às 21h, tinha voltado para a Globo. A Dani estava bem na carreira. A vida parecia uma estrada linda, aberta. A gente só via coisas boas no horizonte. Mas, de repente, tudo isso explodiu. Foi sugado. A verdade é uma só, as versões são muitas”, completa.

Dividida em cinco partes, a produção liberou os últimos três episódios hoje, 28, que já podem ser assistidos com exclusividade no HBO Max. 

O assassinato de Daniella Perez

Um dos crimes mais brutais conhecidos no Brasil aconteceu em 28 de dezembro de 1992: o assassinato da atriz e dançarina Daniella Perez, filha da autora de telenovelas Glória Perez

Na ocasião, Daniella, que tinha 22 anos, foi morta por seu companheiro de novela, Guilherme de Pádua. O ator contou com a ajuda de sua esposa, Paula Nogueira Thomaz, para por fim à vida da parceira de cena, protagonizando um dos crimes que escandalizou o país e abalou a TV brasileira.

+Leia a história completa sobre o assassinato de Daniella Perez aqui!


++O site Aventuras na História está no Helo! Não fique de fora e siga agora mesmo para acessar os principais assuntos do momento e reportagens especiais. Clique aqui para seguir!